• home
  • contato
  • sobre mim
  • blogroll
  • lojinha
    • Fotos
    • Viagens
    • Passo a passo
    • Eventos
    • Dicas
    29 setembro 2015

    Sem comparações, bitch!

              Oi pessoinhas :D
         

             Eu fui desafiada, mas tipo, desafiada mesmooooo, a falar de um tema bem bacana  #sqn para vocês. Olha que lindo e quanto amor Raphaelly tem por mim, ao me fazer escrever sobre esse tema. Só me apresentando pra quem não me conhece, meu nome é Jamille, e pra quem me conhece é Jamille também :3 Ela sabe que eu aaaamo escrever mas são textos aleatórios que eu fazia a loooong time e hoje ela me I-N-T-I-M-O-U que queria uma publicação e cá estou eu, então vamos ao que interessa para vocês, caro leitores \o/




     ~  Comparações ~

       A priori queria começar com uma frase breve e tocante:
                   
                      - Sem comparações, please bitch! (é pra chegar chegando mesmo)





               Sério! Quem gosta de ser comparado? Quem gosta de ser rotulado a que fulano ou sicrano faz pelas qualidades e defeitos que você ou outra pessoa tenha? Ou que tenha o trabalho dos sonhos? (bah eu queria ter hahah #invejinha ) Aonde fica o seu destaque, a sua essência, o seu detalhe quando se há comparações? O problema maior das comparações é quando envolve a SUA IDENTIDADE  e é isso que venho falar um pouco e sinceramente comparações só se forem boas.

    Acredito que tudo que nós gostamos de fazer sai bem feito, da prazer a você, por que você AMA o que faz, o que escreve, o que canta, toca ou qualquer outra coisa que faça bem. 




               Então pessoas, eu peço encarecidamente, parem de tentar si e/ou comparar com os outros, VOCÊ É ÚNICO, não há outra pessoa como VOCÊ, não há outro traço em um desenho ou idéias mirabolantes que você também não possa fazer surgir ou buscar sim inspirações para VOCÊ desenvolver o seu próprio “troféu” e se alegrar, pois no final das contas ali tem SEU dedinho!





               Penso eu que admiração e ter vontade de alcançar e reconhecer o trabalho de outrem seja grandioso, porque não? Essa mania de comparação eu só consigo ver vantagem quando buscamos nesse reconhecimento agregar valor a nossas metas já estabelecidas, em que área deseja crescer? Ser mais produtivo? Ou mais focado que o coleguinha? No que o outro faz que me motiva a ser melhor? Porque meu bem, se for começar a fazer comparações negativas, identificar apenas defeitos seus, que você não é capaz de ser melhor ou superar - se e que quando se compara  nunca se acha bom o suficiente para o que está fazendo e quer desistir, jogar tudo para o alto #fazfavorsejoga. Corra desse pensamento!!!!!!! NÃO AGREGA EM BULHUFAS NENHUMA!!!!



              Infelizmente, temos que aprender a lidar com essas comparações, não é todo dia que estamos sorrindo para a vida e que tudo é flores, é a life..Você não é isolado do mundo não querida ‘’/

    Mas ôh, dica importante:



    Se a grama do vizinho é mais verde que a sua, a Cruella já ensinou: Pinte a sua de rosa, mas eu prefiro azul e vai ser azul, ora bolas!

    Espero que tenham gostado ♥ 
    e cruella, você me paga.

    Até a próxima :*







    2 comentários:

    1. Essa é uma das dicas que li no livro ótimo do Bobby Chiu, ótimo pra quem ilustra: Só se compare com você mesmo! =D

      ResponderExcluir